17 de julho de 2012

Perdi meu amor na balada - O desfecho

Depois de tanta procura, finalmente a Fernanda foi encontrada, ou quase isso.
O "Perdi meu amor na balada" se transformou um viral na internet, cerca de 100mil pessoas curtiram a página no facebook, e várias dessas pessoas acreditavam que estavam diante de uma verdadeira história de amor.
O que muitos publicitários de plantão já tinham percebido e comentado era que isso não passava de marketing puro, e que logo apareceria o "cliente" desse viral. Muitas hipóteses foram feitas sobre quem estaria por de trás disso, e agora finalmente foi respondido esse questão.
A assinatura apareceu por trás de toda essa história de amor...  Assista abaixo o filme revelado hoje na página do facebook:

Realmente, do ponto de vista de marketing foi uma boa jogada, porém as pessoas que realmente estavam acreditando nessa história de amor, devem estar muito irritadas, por terem sido enganadas, e todos aqui sabem que nenhum consumidor gosta de ser enganado, muito menos descobrir que foi enganado. A Nokia saiu lançando seu mais novo produto, que viu nas redes sociais uma forma de atrair a atenção do público, mas será que deu certo?

19 de dezembro de 2011

Graças a Deus camisinha protege

A Jugend Gegen Aids lançou uma ação bem inusitada, além de chamar a atenção das pessoas ela desperta a atenção "cutucando" a Igreja Católica. Com o mote: "Graças a Deus camisinha protege.",
a cada pessoa que curte a fan page uma lágrima cai no rosto da estátua da Virgem Maria. ( já tem mais de 9.500 likes ). 



A causa é boa, no próprio video é relembrado que cerca de 2 milhões de pessoas morrem por ano com AIDS. Porém, acredito que a Igreja Católica não vai rever suas opiniões, muitas coisas estão envolvidas.
Mas vale a pena repensarmos na importância de usar a camisinha, não esquecendo sempre desse meio de prevenção para o sexo seguro. 



20 de setembro de 2011

Um pouco da história da Publicidade no Brasil

Todo publicitário deve ao menos saber um pouco da história da publicidade no Brasil. Por isso convido vocês a ler um pouco sobre alguns fatos da história da publicidade brasileira.
A história da Publicidade no Brasil começou com a vinda da família Real, lá pro ano de 1808.
O primeiro jornal foi o Gazeta do Rio de Janeiro, em 1821. Primeiros anúncios surgiram ainda no séc. XIX com o aumento do crescimento urbano. Os anúncios de remédios tiveram grande importância no séc. XX.
A partir de 1914, as empresas de anúncios se tornam agências de publicidade, umas das agências que mais se destacaram foi A Eclética.
A fotografia chegou nos anúncios na década de 60, antes as revistas e anúncios eram ilustrados.
Nos anos 40, as propagandas, tele-novelas, os jingles transmitidos pelo rádio eram ao vivo. Imagine só você cantar o mesmo jingle várias vezes ao dia.
Na década de 50 a indústria automotiva já começa a dominar a mídia, e a industria de cigarros já tinha anúncios nos PDVs. No final da década, acontece o 1 Congresso de Propaganda.
Nos anos 60, a TV se torna o principal veículo de massa, destacando a Tv Tupi. Os anúncios institucionais começaram a ser melhor trabalhados, e aconteceu uma explosão da Comunicação, com a formação do primeiro curso de comunicação, o conceito de duplas de criação é trazido dos EUA, as agências menores entram em processo de junção, e novas técnicas de publicidade surgem.
É na década de 70 que a TV ganha cores e acontece a proliferação dos Outdoors. O Brasil vai à Cannes e começa a ser conhecido como criador. As agências estrangeiras vão chegando ao nosso país.
Foi na década de 80 que propagandas como o Primeiro Sutiã da Valisère foram produzidos, à uma maior eficiência das mensagens.
A extinção das propagandas de cigarros acontecem nos anos 90, mesma década em que foi criado o  CONAR. As propagandas brasileiras recebem vários prêmios importantes, e se torna tendência as propagandas de situações.





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...